Suicídio

Egésia, filósofo representante do Hedonismo de característica cirenáica, tinha a alcunha de Peisithánatos, isto é, aquele que persuade a morrer. Assim, por ser defensor aberto e incentivador do suicídio, foi proibido pelo rei Ptolomeu de dar aulas, pois sua docência era tão convincente que muitos de seus alunos encararam a morte como poucos encarariam, fitamente, o sol do meio-dia. A posição de Egésia é uma das mais radicais. Assim, no sentido em que cultua o suicídio, morrer é libertar-se; portanto, para ele, “o verdadeiro fim da ação humana não é a satisfação do prazer, mas a exclusão da dor […], por quantos esforços o homem faça, jamais conseguirá escapar realmente à dor, à má sorte, ao absurdo, à ausência de sentido, à futilidade da felicidade […]”.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: